domingo, junho 12, 2011

Não é D. Fuas Roupinho

"que na terra e no mar resplandece juntamente, com o fogo que acendeu junto da serra de Abila, nas galés da Maura gente. Olha como, em tão justa e santa guerra, de acabar pelejando está contente: Das mãos dos Mouros entra a feliz alma, triunfando, nos céus, com justa palma” como escreveu Camões nos Lusíadas, mas foi, justamente, na Nazaré que, numa festa de aniversário de um amigo comum, nos juntamos hoje com António José Seguro, dado o momento político presente, não podiam faltar os discursos e o bom humor. Ambos excelentes!


João Paulo Pedrosa