terça-feira, maio 31, 2011

Na Feira de Leiria


as mulheres do PS em grande força, pelo que temos visto na campanha (o que não é novidade) as mulheres são ainda mais socialistas que os homens. Depois queixem-se...

ps - as feiras fazem-me sempre galos na cabeça


João Paulo Pedrosa

segunda-feira, maio 30, 2011

Na feira de Pataias

logo a partir das 7 da manhã, nas barracas de comes e bebes o bulício é intenso de gente e aromas. Depois de uma acção de campanha quisemos associar-nos a isso também, encontrando e confraternizando com amigos que já lá se encontravam, entre duas garrafas de branco fresco, umas morcelas, bifanas e coiratos. Acima de tudo uma manhã bem passada com a simpatia das pessoas sempre presente.  O PSD, que também por lá andou em campanha não frequentou o espaço, não sabem o que perderam.


João Paulo Pedrosa

A minha Guarda Pretoriana

ontem à noite no bar Alinhavar num debate animado com jovens sobre o presente e o futuro.


João Paulo Pedrosa

Hoje na nazaré

uma numerosa equipa e uma excelente receptividade.


João Paulo Pedrosa

quinta-feira, maio 26, 2011

Encontros felizes

Hoje, na Marinha Grande, em visitas a várias empresas, para além de muita gente conhecida e amiga, encontrei ainda o meu irmão a trabalhar no turno da visita e o Manuel Rui, um amigo de escola, que já não via há uns anitos e que agora é sócio-gerente de uma excelente empresa de vidro laboratorial.


João Paulo Pedrosa

Hoje estivemos contra

Contra o péssimo, contra a descrença, contra a falta de confiança, contra a desvalorização das nossas capacidades, dos trabalhadores e dos empresários, estivemos, portanto, contra tudo e contra todos os que em Portugal estão contra tudo com que nós estivemos contra. E, por isso, decidimos visitar as empresas de três dos maiores e mais distintos empresários da Marinha Grande, ei-los, aqui, com o nosso cabeça de lista Basílio Horta.


João Paulo Pedrosa

terça-feira, maio 24, 2011

Vader do Fraque

é a forma desta direita afirmar que nunca perdoou ao povo ter escolhido José Sócrates, por duas vezes, para primeiro-ministro. Não podendo substituir o povo, como sempre, aliás, almejaram e sem capacidade para perceber por que é que muitos dos deles o escolheram também, decidiram provocar-nos mesmo dentro da nossa casa. hei-los, pois, em tudo o que é comício e iniciativa do PS, por este país fora, a cobrar "supostas" facturas do governo socialista.
Hoje estava em Leiria para pedir os votos dados a Basílio Horta.
Aproveitei a oportunidade, enquanto a câmara filmava, para lhes apresentar a factura de 30 milhões do Estádio de Leiria ali mesmo atrás, da gestão PSD e dos dois submarinos de Paulo Portas. 
O polegar ao alto só pode ser concordância, desta vez é que o "betinho" vai ser despedido.


João Paulo Pedrosa

segunda-feira, maio 23, 2011

PN (Pedro Nunes)

É o nome da residência universitária que me acolheu enquanto estudante em Lisboa. Nesta casa, no nº 2 da Rua Pedro Nunes, ali juntinho à maternidade Alfredo da Costa, aconteceram das coisas mais importantes e marcantes da minha vida. A PN faz-me sorrir, sempre, encanta-me mesmo. Dela não tenho, que me lembre, nenhuma recordação negativa. Saí de lá há quase 20 anos - uma vida - mas é como se ainda lá permanecesse.
Durante muito tempo apenas mantive contacto com dois ou três ex-residentes. Ultimamente, graças à generosidade de alguns, temos organizado uns jantares que nos têm encantado a todos. Falamos de coisas que até nos parecem estranhas (já que parece que ainda de lá não saímos) como o envelhecimento e os filhos, sobretudo. E sobretudo do envelhecimento, pois claro, já que tirando eu, et pour cause, como podem constatar pelas fotos, estão todos velhos e barrigudos. Não falámos, curiosamente, de empregos, pois esta é uma geração que ainda teve a felicidade de conseguir emprego, felizmente.
No sábado passado lá fomos aqui de casa, fazer quase 400 km para nos cumprimentarmos e conversarmos uns breves momentos. Uns momentos, nada mais. 
É disso que se faz a felicidade das pessoas.


João Paulo Pedrosa

Sem escrúpulos

No dia em que uma sondagem vem dar o PSD à frente, Passos Coelho demonstra ao país os truques da sua acção política e a ausência de qualidades públicas para o exercício da função. Efectivamente, o caso das nomeações, atoarda levantada hoje, é disso o exemplo mais acabado. 
Na administração pública os funcionários são objecto de concursos que não se compadecem, obviamente, com os calendários eleitorais. Em face disso, em excesso de zelo, diga-se, desde já com clareza, o governo deu instruções para que esses concursos não culminassem em nomeações, já que o próximo governo poderia querer vir a alterar o sentido das mesmas.
Com a investida de Passos Coelho a transparência transforma-se em opacidade, a seriedade em falcatrua, o escrúpulo público na falta de escrúpulos. O Rei Midas em tudo o que tocava transformava em ouro, Passos Coelho parece que é em lama.
Assim, não vai longe.


João Paulo Pedrosa

domingo, maio 22, 2011

Acima de tudo, respeito pelas pessoas

As campanhas eleitorais são cada vez mais difíceis, o mundo está perigoso e a vida das pessoas não é fácil. Do meu ponto de vista, fazer campanha é, sobretudo, uma forma de respeitar as pessoas. Dar a cara (tudo seria tão mais fácil se apenas nos limitássemos a receber o voto), dizer ao que vamos e ouvir as pessoas, há, hoje, cada vez mais, uma necessidade crescente das pessoas para que as ouçam. É isso que temos andado a fazer, independentemente do partido em quem votem. E as coisas têm corrido muito bem!


João Paulo Pedrosa

Um dia cheio

de iniciativas, de manhã a sessão solene da câmara municipal com homenagens justas a homens ilustres desta terra que nos reconfortam e ajudam a gostar e lutar cada vez mais pela nossa região. À tarde uma arruada na Praia da Vieira com muitos populares e uma animação especial juntos dos meus, pescadores e peixeiras, aqueles que, de acordo com Miguel Torga, nos fazem sentir sempre bem. Depois ainda uma visita à Expo-Casa na Batalha e ao cair da noite a festa da JS. A JS de Leiria, o Ivo, o Romeu, o Pedro, o Tiago, o Diogo e tantos outros são do melhor que o ideário socialista tem nesta terra, assim continuem sempre, pois o futuro estará bem entregue.


João Paulo Pedrosa

Apontamentos de campanha, carecas ou com os cabelos em pé

os candidatos do PS foram hoje à Feira de Maio e almoçaram na tasquinha de Stª Catarina da Serra, o bacalhau assado com o famoso Chícharo, uma leguminosa muito característica da nossa região, estava fantástico.
PS - quando fui estudar para Leiria, para fazer o secundário na Escola Secundária Domingues Sequeira, a primeira coisa que nos diziam era para gerir as faltas, ou seja, para que elas chegassem até à Feira de Maio. Efectivamente, nesta altura, com muito calor, lá descíamos o íngreme caminho para passar da Escola à Feira, carrinhos de choque era o destino. Tempos lembrados hoje à tarde. 


João Paulo Pedrosa

sexta-feira, maio 20, 2011

Hoje de manhã, na Nazaré

uma das mais belas praias do país e uma tradição socialista que se mantém, na rua, nos cafés, na praça, o verdadeiro socialismo de rosto humano, como lhe chamou Mário Soares.


João Paulo Pedrosa

Estaleiros Navais de Peniche

onde o meu estimado amigo Carlos Mota, proprietário desta forte infra-estrutura está a construir barcos para todo o mundo.


João Paulo Pedrosa

O espaço para a comunicação é essencial

e foi por isso que ontem, depois de um dia intenso de visitas a empresas e instituições, ainda tivemos que subir à Igreja de Nossa Senhora da Encarnação porque a TVI que nos acompanhou durante todo o dia, quis fazer, naquele lugar encantador, uma entrevista ao nosso cabeça de lista.


João Paulo Pedrosa

A boa surpresa

 As campanhas são quase sempre assim e cada vez mais exigentes, muita azafama, muita coisa para tratar ao mesmo tempo, visitas, comunicação, problemas que nos vão relatando, realidades que, por mais que as conheçamos, nos vão sempre surpreendendo e até amigos de longa data que já não encontrávamos. Foi assim na Panidor e agora também na Meigal, onde encontrei o Nuno, um amigo que já não via há bastante tempo e que a partir de agora, assim espero, manteremos um contacto mais apertado.


João Paulo Pedrosa

Balanço de pré-campanha

 Ontem realizámos uma conferência de imprensa para apresentarmos um balanço da pré-campanha. Elemento essencial a assinalar a facilidade com que o nosso cabeça de lista, Basílio Horta, se entrosou no espírito empreendedor deste distrito e como os empresários e as instituições o têm acolhido tão bem. Ainda não foi eleito deputado e já anda a resolver problemas onde quer que os encontre, a política é isto mesmo, resolver problemas...


João Paulo Pedrosa

Assinalando o Dia Internacional dos Museus


os candidatos do PS visitaram o MIMO, Museu da Imagem em Movimento, é em Leiria, junto ao Castelo e à Igreja de S. Pedro (Monumento Nacional) e resulta de uma notável recuperação de uma cavalariça do sec XVI. Com uma vista soberba e um conjunto de equipamentos inter-activos sobre o cinema muito estimulantes, vale totalmente a pena uma visita, do melhor que temos por cá. 
Aproveito para assinalar que estão patentes na exposição permanente duas antiquíssimas máquinas de projecção de cinemas da Marinha Grande (Picassinos e Vieira de Leiria) cedidas, para o MIMO, no tempo em que fui vereador da cultura, ajudando assim a perpetuar a tradição cultural do concelho. Parabéns à Ana David pela dedicação, de há muitos anos, a esta causa.  


João Paulo Pedrosa

quinta-feira, maio 19, 2011

Panidor

Uma fantástica empresa de fabrico de pão e doçaria totalmente robotizada, com um volume de vendas e uma quota de exportação muito assinalável e a tendência é para crescer ainda mais. Foi gratificante, também, ver lá alguns conterrâneos a trabalhar, muitos deles oriundos da antiga vidreira Dâmaso que encerrou há uns anos. É em Monte Redondo no concelho de Leiria.


João Paulo Pedrosa