domingo, fevereiro 13, 2011

A moral da arte reside na sua própria beleza

Na quinta-feira, enquanto o moralista Louçã se entretinha com, mais uma, demonstração da sua fealdade política, andei a mostrar a Assembleia a uns amigos, nunca deixo de os levar aqui, à cúpula que envolve a sala de sessões, além de muito bonita é uma obra notável. Numa das fotos, por uma das aberturas ainda é possível ver os deputados lá em baixo no hemiciclo.


João Paulo Pedrosa