quarta-feira, janeiro 26, 2011

Bolero, Ravel - Retratos da Vida - Les Uns et les Autres

terça-feira, janeiro 25, 2011

Entrada de leão saída de sendeiro

é isso que se pode concluir da atitude da oposição na audição que neste momento está a decorrer à direcção do INE e na qual participo. Durante a semana, no plenário, são as declarações inflamadas sobre a manipulação de dados e outras coisas tais, aqui é só profissionais de fé à isenção, competência e garantia técnica do INE. Nada que se estranhe, aliás.
Sempre assumi que para haver uma verdadeira democracia política, para além de um parlamento é fundamental a existência de um Instituto de Estatística. Felizmente isso existe em Portugal.  


João Paulo Pedrosa

segunda-feira, janeiro 24, 2011

Não foi um grande dia para a República


Manuel Alegre, o meu candidato, perdeu!
Cavaco Silva ganhou, mas perdeu 500 mil votos em relação à anterior eleição.
É a primeira vez desde o 25 de Abril que um Presidente que se recandidata, em vez de alargar, diminui a sua base social de apoio. Cavaco Silva é, pois, como muitos diziam e outros teimavam em contrariar, uma personalidade política que não é consensual na sociedade portuguesa, não une os portugueses, nem sequer depois de ter exercido o cargo de Presidente da República durante cinco anos.
E isso não deixará, inapelavelmente, de ser tido em conta neste segundo mandato.
Ainda por cima, Cavaco ganhou, mas mostrou azedume. Revelou que, apesar dos sorrisos rasgados da noite, não estava nada à espera deste resultado, tentando fortalecê-lo pela desvalorização do valor do debate democrático, ao mesmo tempo que teceu insinuações patéticas a desconhecidos e apontou críticas indignas aos seus adversários, procurando que assim nos esqueçamos da margem de manobra que este resultado, indubitavelmente, lhe retira. Mas nós não nos esquecemos.

Têm, pois,  razão os portugueses para não gostar dele, para além do estreito limite de 52% dos votos expressos. Razões que se prendem com tudo aquilo que conhecemos e que ficou, mais uma vez, bem patente no discurso de vitória de hoje. Uma vergonha!

O discurso de ataque e ofensa que fez aos candidatos derrotados é totalmente inaceitável e indigno. Cavaco Silva nem sequer se deu ao respeito, após a vitória.

No dia 9 de Março lá estarei na Assembleia da República a aplaudir, de pé se necessário, a tomada de posse do novo Presidente da República. Pela República. Apenas! 


João Paulo Pedrosa

domingo, janeiro 23, 2011

Eu já votei






João Paulo Pedrosa

Amália / **Trova do Vento que Passa ** /

A propósito do post abaixo

tem tudo a ver. Não sei se por causa disso (talvez não), hoje apeteceu-me ver pela 5ª ou 6ª vez o filme "Adeus Lenine", continuo a não deixar de me encantar com o filme e, desta vez, lembrei-me que de facto a vida corre tão depressa que na mais pequena distracção podemos perder tudo, ou quase tudo. 


João Paulo Pedrosa

Uma luz imensa

 Hoje à tarde vi a Cristina Nobre e fiquei muito muito feliz!
Sou, para além de amigo, um admirador entusiasta da Cristina, da sua cultura, da sua palavra viva e, sobretudo, da sua alegria contagiante. 
Como os que a conhecem sabem, a Cristina esteve praticamente do outro lado, um terrível acidente de viação deixou-nos com o coração muito apertado, só um milagre a podia salvar. E salvou mesmo!
Hoje, num encontro que me emocionou, falou-me de luz e escuridão. Está de volta a nossa Cristina. 
Graças a Deus!



João Paulo Pedrosa

sexta-feira, janeiro 21, 2011

Intervenção do Deputado João Paulo Pedrosa

quarta-feira, janeiro 19, 2011

Shortcutz termina em grande


Ontem, no Bicaense, terminou em grande o Shortcutz, uma iniciativa que visa promover o cinema português de curtas-metragens, divulgando o trabalho de jovens realizadores, produtores, actores e autores, numa promoção sem paralelo em Portugal.
Ontem, numa sessão bastante concorrida, esteve presente o conhecido crítico de cinema João Lopes e o recentemente famoso Shoot Me, galarduado em Milão, do jovem e talentoso cineasta André Badalo, cuja apresentação pública já granjeou mais de 100 mil espectadores nas salas de cinema.
No rescaldo da sessão algumas críticas às políticas públicas de apoio aos jovens criadores, tudo matérias a serem esclarecidas junto do governo. Conto fazê-lo muito em breve.


João Paulo Pedrosa

sábado, janeiro 15, 2011

No dia em que o Ricardo foi à cantina do Parlamento

o repórter do PS (Praça Stephens) estava lá para registar o momento.


João Paulo Pedrosa

Cantar as janeiras

é uma tradição que o meu amigo Pacheco, mais o grupo das marchas populares do centro paroquial de Nossa Senhora da Ajuda, repete aqui em casa todos os anos. Boa disposição e alegria foi o que pudemos presenciar, assim é que é.


João Paulo Pedrosa

You'll Never Walk Alone




João Paulo Pedrosa

quarta-feira, janeiro 12, 2011

Obrigado, Manuela

Cresci com a imagem bem vincada de serenidade, profissionalismo e simpatia de Manuela de Melo a apresentar o telejornal nos estúdios do monte da virgem, no Porto. Mais tarde, acompanhei, com grande entusiasmo, o modo como revolucionou a política cultural da cidade do Porto. Tive a sorte de ainda a conhecer aqui no Parlamento e constatar que manteve intactas as características que fizeram dela uma grande figura da cidadania portuguesa. Agora que se afastou das causas públicas mais directas, só me resta uma palavra de reconhecimento e agradecimento.


João Paulo Pedrosa

segunda-feira, janeiro 10, 2011

Tempo invernoso mas bonito



João Paulo Pedrosa

E Saviola fez sorrir o Castelo de Leiria



João Paulo Pedrosa

sábado, janeiro 01, 2011

Recordações no primeiro dia do ano



Hoje, nos tempos que correm, até parece ficção, mas a verdade é que esta mulher, Michelle Mouton, ao volante de um Audi 4 de tracção às quatro rodas, fez as delícias da minha juventude. O rally de Portugal Vinho do Porto, na mata de S. Pedro de Moel, era o acontecimento mais entusiasmante do ano. Era isto que nos fazia acreditar, também, que o mundo caminhava sempre para melhor.
Infelizmente, não é só a crise que nos faz duvidar deste idealismo pueril.


João Paulo Pedrosa

Comerçar o ano

em bicos de pé é, pelos vistos, o desejo de muita gente...


João Paulo Pedrosa