sexta-feira, maio 30, 2008

Desleixo



Há dois ou três meses atrás chamei a atenção da câmara, numa reunião, para o estado de degradação a que estavam a deixar atingir o parque Martires do Colonialismo.
Ontem passei por lá e estava tudo na mesma e voltei a chamar a atenção da câmara para isso, o sr vereador disse-me que estava tudo arranjado, mas as fotos dizem o contrário. Se não houver mais atenção e empenho na resolução destes problemas, qualquer dia a degradação é tal que em vez de espaço aprazível, passa a ser um parque de sucata.



João Paulo Pedrosa

quinta-feira, maio 29, 2008

Sem pudor



Lê-se e não acreditamos: câmara da Marinha Grande pondera investir em transportes colectivos face ao aumento dos combustíveis. Há 3 anos que nas reuniões de câmara me tenho cansado de falar disto, colocar os transportes urbanos a funcionar com total indiferença desta coligação PCP/PSD. Fiz até parte de uma comissão encarregue de estudar os problemas da TUMG e encontrar soluções para eles. Apresentei propostas de solução que estão plasmadas e validadas em actas. A tua isto a coligação disse NÃO. Recusaram tudo e no dia em que as propostas de solução foram apresentadas em reunião de câmara a coligação PCP/PSD votou a extinção da TUMG. Alberto Cascalho votou a favor da extinção da TUMG. Artur Oliveira anuncia a extinção da TUMG desde o dia em que lá entrou. Por isso, há 15 dias atrás, perguntei a Alberto Cascalho se mantinha a confiança em A Oliveira à frente da empresa. Totalmente, foi a resposta.
Então vamos ver se não damos em doidos:
- Artur Oliveira quer extinguir a TUMG desde o primeiro dia deste mandato;
- Artur Oliveira tem a confiança total de Alberto Cascalho;
- Alberto Cascalho votou a favor da extinção da TUMG;

E agora vem dizer com total despudor que quer os transportes colectivos porque o petróleo está caro ?

Esta coligação PCP/PSD ficará na história do concelho por ser a mais ineficaz, a mais demagógica e mais propagandista de todas as que já houve na história do concelho.
Ele há gente capaz de tudo. Irra.


João Paulo Pedrosa

terça-feira, maio 20, 2008

Em terras do Espírito Santo




João Paulo Pedrosa

segunda-feira, maio 19, 2008

A solução


No inicio deste mandato autárquico, já lá vão quase 3 anos, chamei a atenção do novo executivo PCP/PSD para a necessidade de dar seguimento urgente à construção do novo canil municipal, cujo projecto acabara de ser elaborado. O vereador Artur Oliveira informou-me que estava apenas à espera de um parecer da CCDR. Na altura disse-lhe para telefonar para lá (pois nunca o tinha feito) e os apressar a dar esse parecer.
Há 15 dias atrás perguntei como estava o processo. Alberto Cascalho estava a leste, Artur Oliveira que, de facto, "os técnicos tinham descurado (se calhar descorado) esse dossier".
Ora o canil municipal é um bem público e é indecente e desumano as condições com que este executivo municipal trata os animais no espaço em que se encontram. É urgente a construção do canil, mas já se vê que esta é mais outra obra que fica para o próximo executivo. Para já só temos a solução da foto.



João Paulo Pedrosa

A lei da rolha


Na última reunião de câmara, face às notícias vindas a lume sobre o favorecimento de classificações de funcionários ligados ao PCP na câmara municipal e em virtude também das reclamações que me fizeram muitos funcionários, indaguei o presidente da câmara sobre esta matéria e solicitei cópia das classificações dos funcionários.
Alberto Cascalho recusou entregar-me esses elementos, dizendo que são confidenciais e que só munido de parecer jurídico me os forneceiam. A verdade é que não pediu nenhum parecer juridico para sustentar a sua recusa.



João Paulo Pedrosa

terça-feira, maio 13, 2008

O 1º Aniversário da Casa do Benfica


da Moita e da Marinha Grande realizou-se no passado sábado, na sede da Ordem, com a presença de duas centenas de benfiquistas sócios da Casa. Com a companhia da esplendorosa Águia Vitória e com a companhia, entre muitos, do meu amigo Manuel d'Avó, maior mestre de fornos da industria vidreira da nossa terra, este convívio foi o primeiro de muitos êxitos da nossa Casa do Benfica e da nova direcção liderada pelo João Morgado.


João Paulo Pedrosa

sábado, maio 03, 2008

Dia Mundial da Liberdade de Imprensa! Portugal continua a ser o 10º melhor do mundo!

Afinal os propaladores da "claustrofobia democrática" e da "limitação de direitos" têm andado a confundir a árvore com a floresta...
Segundo o Relatório do ano de 2007 (Worldwide Press Freedom 2007), Portugal mantém o 10º lugar entre os 169 países do mundo escrutinados, como se pode ler abaixo em notícia "on line" do Público.



"O relatório “Worldwide Press Freedom 2007”, da organização não-governamental Repórteres Sem Fronteiras (RSF), afirma que Portugal está entre os dez países do mundo com mais liberdade de imprensa. Amanhã celebra-se o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, instituido em 1991 pela UNESCO.A RSF, criada em 1985 e sedeada em Paris, divulga o “ranking” com base num questionário enviado a outras organizações parceiras, bem como a jornalistas, juristas e activistas dos direitos humanos. O relatório anual mede o nível de liberdade de imprensa numa lista de 169 países. No documento Portugal ocupa a décima posição do “ranking”, a mesma que ocupava há um ano atrás. Os países com maior liberdade de imprensa são a Islândia, a Noruega e a Estónia, enquanto que a Eritreia está em último lugar, seguida da Coreia do Norte e do Turquemenistão.Na Europa, a Bulgária (51º) e a Polónia (57º) são os países com a pior posição no “ranking” da RSF, devido à violência física infligida a jornalistas no primeiro e à perseguição de empresas jornalísticas pelo Governo no segundo"....
Osvaldo Castro

sexta-feira, maio 02, 2008

O seu a seu dono




No Jornal da Marinha de hoje, Carlos Reys, Designer, diz, a propósito da suposta galeria de arte que a câmara municipal da Marinha Grande inaugurou, o seguinte:


" era caso insólito uma cidade como a Marinha Grande não possuísse, ainda, uma Galeria de Arte(...) [a actual ]resultando de um trabalho de arquitectura integrada em que se salienta o aproveitamento, com remodelação e modernização, das linhas de asnas e escoras com travamento e telhado (soberbos) que remontam ao sec. XIX(...)"


Possivelmente o signatário do artigo não sabe, mas as instalações que aqui alude foram executados pelo anterior executivo do PS. Efectivamente, a remodelação daquele espaço, que tão rasgados elogios merece do autor deste texto no jornal local, não foi feita por este executivo mas pelo anterior. Um espaço que já albergou uma das maiores e mais bonitas exposições de arte vidreira (na foto), entre outras. É, de facto, abusivo e enganador dizer que se inaugurou uma nova galeria municipal apenas porque lá colocaram uns bancos e uns projectores para iluminar os quadros desta exposição. Assim, não!



João Paulo Pedrosa

quinta-feira, maio 01, 2008

O Dia da Espiga!

hoje, se o tempo ajudar, a partir do meio-dia, lá rumarei eu até às Árvores, em S. Pedro de Moel, como faço, quase ininterruptamente, há 30 anos. O Telmo Neto, a essa hora, já deve ter guardado o melhor sítio e a Cassilda a melhor feijoada. O António Roldão, o Zeferino, a Tereza e o Spencer mais respectivas e respectivos devem completar a nossa mesa habitual. A seguir todos os outros se vão juntando a nós. São sempre bem vindos! Só´espero que apareça também o sol ! Comemos muito (mas bem), bebemos ainda melhor e colocamos a escrita em dia. Pronto. Quem quiser saber novidades que apareça!


João Paulo Pedrosa

Ai se fizesse um inquérito aos seus próprios trabalhadores

"degradação de serviços públicos essenciais como a saúde, a educação e a segurança social, na desvalorização dos trabalhadores e em particular dos funcionários públicos".
Alberto Cascalho


João Paulo Pedrosa

Olha para o que eu digo não olhes para o que eu faço

Na sua persistente obsessão pela diminuição do défice, o actual governo impõe ao País sacrifícios insuportáveis para a grande maioria dos trabalhadores e da população portuguesa, afundando-a numa crise social sem paralelo nos últimos 30 anos.

Alberto Cascalho


João Paulo Pedrosa

Deve ser por isso que cantaram o Grândola abraçados ao Artur Oliveira

"Assistimos hoje ao desenvolvimento de uma política cada vez mais divorciada dos valores progressistas de Abril".

Alberto Cascalho, discurso do 25 de Abril


João Paulo Pedrosa