segunda-feira, outubro 15, 2012

O cerco ao Parlamento


ideia retirada de uma manifestação em Espanha há uns dias, fez as redes sociais caudalizarem, de novo, para a escadaria do parlamento algumas centenas de jovens. Chegado há pouco, estacionei o carro e desci a rua até eles, gente jovens, pacifica, animada por cantigas de Zeca Afonso, divertida e atenta aos foliões mais afoitos que lançavam petardos e faziam fogueiras mesmo em frente às forças policiais na escadaria principal. São, todavia, jovens à rasca, à rasca com as dificuldades do momento, o desemprego,  a precaridade, a insegurança do presente e, sobretudo, o medo do futuro e é para eles que todos temos que ajudar a encontrar respostas.
 Há contudo, bem expressa na barraquinha de comes e bebes que lá foi instalada, uma certa utopia de igualitarismo social que, infelizmente, não faz parte dos nossos tempo cruel e implacável. Vivemos, pois, um tempo péssimo, pena que seja logo o nosso. Mais que felicidade, hoje, a palavra mágica, é esperança.


João Paulo Pedrosa

sexta-feira, setembro 28, 2012

O eterno retorno

À procura de fotos dos açores encontrei, ainda agora, este pequeno texto:
"eu Maria Margarida Goulart, nasci no Bairro Economico, nº 59. Casei aos 21 anos, no ano de 1966. Vive em San Mateo, California há 46 anos".
 Dá-se a coincidência, feliz, que há uns anos atrás fui viver para Ponta Delgada, justamente para o Bairro Económico nº 59 e que as minhas filhas se chamam, respectivamente, Maria e Margarida Goulart.
O filósofo Mircea Eliade explica isto muito bem no seu incontornável Eterno Retorno, a recusa do tempo histórico e a nostalgia das origens, num tempo como este, que vivemos hoje, vem mesmo a propósito.
João Paulo Pedrosa

segunda-feira, setembro 10, 2012

A sigla

o líder da bancada do PSD, vulgarmente conhecido pelo megafone, acusou o Secretário-Geral do PS, António José Seguro, de não ter "estofo de estadista" por, claro está, não apoiar as medidas tresloucadas deste governo e deste Primeiro-Ministro, anunciadas na passada sexta-feira.
Sem "estofo de estadista" encontram-se, portanto, também, todas as personalidades políticas deste país do PSD ao CDS até ao PCP, de Bagão Félix à Santa da Ladeira, do Bispo D. Januário à Nossa Senhora de Fátima, de Manuela Arcanjo a Manuela Ferreira Leite, de Alexandre Relvas a todos os amigos de Cavaco, de Paulo Portas à primeira página do Expresso de amanhã, de Marcelo Rebelo de Sousa a Pedro Marques Lopes, de José Gomes Ferreira a todos os comentadores comprometidos, de João Jardim ao mais lúcido dos cidadãos, todos, mas todos sem excepção, acham estas medidas absurdas, injustas e ineficazes.. 
Em bom rigor, verdadeiramente a favor destas medidas, só vimos ainda mesmo CAA. O estofo de estadista, está, portanto, apenas ao alcance de uma sigla.


João Paulo Pedrosa

domingo, setembro 09, 2012

BUMERANGUE

sexta-feira, julho 13, 2012

Fomos todos ao engano

porque esperávamos a tão anunciada contratação de, pelo menos, um defesa-esquerdo. Nada! A solução, parece, é mais do mesmo. Pronto, se joga no Benfica, deve ser bom.


João Paulo Pedrosa

Deputados jantaram no Estádio da Luz, mas ainda não há defesa-esquerdo

LETRAS E CONTEÚDOS: Deputados jantaram no Estádio da Luz: Deputados benfiquistas do PS, PSD, CDS/PP e PCP jantaram no dia 12 de julho no Estádio da Luz com o presidente do Sport Lisboa e Benfica, L...

sábado, julho 07, 2012


Na vida quase tudo se repete, quase tudo acontece de novo na mesma ordem e sequência, é assim que os homens da filosofia pensam e  falam. É, no fundo, a expressão mágica do Eterno Retorno.
Lembrei-me disto a propósito destas fotos (publicadas no facebook pelo meu amigo Silvério Leal) do Viking, um barco da Arte Xávega que com muito orgulho e vaidade fui convidade para padrinho.
Quando era criança havia na Praia da Vieira dois grandes barcos da Xávega - o Falcão e a Redinha. As crianças da minha idade dividiam-se no apoio a um ou a outro, revivendo velhas rivalidades clubisticas. O mais popular, lembro-me, era a Redinha, tinha o apoio do pessoal do "sul", onde vivia grande parte da população da praia. Eu sempre fui do Falcão, pintado de amarelo e azul, tinha o essencial, o emblema do Benfica. Mais de 40 anos depois, os barcos da Xávega retomam o mesmo tamanho e as mesmas cores, mas os jovens já não rivalizam com barcos. Tudo muda, afinal, sem deixar de continuar na mesma.


João Paulo Pedrosa

domingo, julho 01, 2012

Congresso do PS Leiria em Imagens (cont)



João Paulo Pedrosa

Congresso do PS Leiria em imagens




João Paulo Pedrosa

quinta-feira, junho 21, 2012

Bloco de Esquerda, Syriza e todos os demagogos desta vida



mais notícias aqui e aqui   


João Paulo Pedrosa

sábado, junho 16, 2012

A vitória verdadeira é saber ter justiça


Ontem, ganhámos as eleições para a Federação do PS Leiria, com um resultado bem expressivo, à volta de 65% contra 35%. Saúdo os adversários e felicito-os pelo empenho e pela dedicação ao PS e à causa pública.
Fui votar por volta das 20 h, visitei algumas das mesas de voto e retornei à federação para saber dos resultados. Ainda tivemos tempo para confraternizar e, já muito tarde, lá para as três da manhã, mesmo juntinho à casa onde nasci - nasci mas já não vivo porque, com a crise,  isto de ter casa na praia já não está ao alcance de todos - encontrei as "peças" que podem ver na foto. Gente amiga, gente da terra, gente afetiva, no essencial tudo o que gostamos e tudo o que precisamos.
No PS e ali junto ao mar da Vieira, senti muito esta vitória, a vitória dos afetos.
Obrigado a todos, do coração mesmo.


João Paulo Pedrosa

quinta-feira, maio 03, 2012

Grande Morais


Por detrás de um grande treinador, está sempre um grande adjunto, pois é isso mesmo que acontece, agora, com José Mourinho. Nesta foto, o moreno careca (ainda mais do que eu), de sorriso bem rasgado, que aparece ali ao lado do special one é, nada mais nada menos, José Manuel Ferreira de Morais. O Morais, meu amigo de infância que, já nessa altura, era um às de futebol, de caricas. O mundial de 1982, jogado em caricas, foi um torneio memorável, realizado no logradouro do edificio onde vivia o Paulo Farinha, o Carlos, o Tuta, a Marisa e tantos de nós que para lá confluíamos, a cada fim de tarde (o João, o Morais, o Fernando Carneiro, o David e tantos outros).
O Morais fez um carreira brilhante e todos nós estamos orgulhosos dele. Ou não fosse ele também benfiquista... 


João Paulo Pedrosa

quarta-feira, abril 11, 2012

Intervenção Deputado João Paulo Pedrosa

quinta-feira, março 29, 2012

Intervenção Deputado João Paulo Pedrosa

quarta-feira, março 28, 2012

Intervenção sobre a alteração do Código do Trabalho

http://youtu.be/3C9HKPRX3J4

domingo, março 25, 2012

Com a chegada da primavera, sardinhada

pois é mesmo assim, com os primeiros raios de sol, cá em casa, vêm os amigos e as sardinhas, não rima mas é verdade. A julgar pela boa disposição reinante, já sabíamos, obviamente, que o Benfica não tinha perdido nada este fim de semana. Pena foi a falta do Nuno e do Zé Maria que me obrigaram a trabalhos continuados no assador.


João Paulo Pedrosa

sábado, março 24, 2012

Actas ocultas

Ontem, na reunião da comissão política do PS defendi uma série de coisas que entendi importantes, face à situação política nacional. Não falei com ninguém do Sol, mas aqui vem uma notícia dando conta de uma parte da minha posição. Acresce que a isto referi também a total solidariedade aos ataques de alguns poderes fácticos aos governos do PS.


João Paulo Pedrosa